Pular para o conteúdo principal

Serviço da DOULA... conheça mais!

Como já disse lááá embaixo, a doula é uma profissional capacitada para dar suporte contínuo, físico e emocional à gestante e casal antes, durante e após o parto. É a mulher que acompanha a dando informação, esclarecendo dúvidas e auxiliando no planejamento do parto. Durante o parto, é quem informa a parturiente sobre os procedimentos, quem lhe dá apoio e oferece técnicas de alívio natural da dor e posições favoráveis, assim como auxilia o acompanhante, como o marido, a compartilhar. Após o parto, dá suporte nos primeiros dias com o bebê, auxiliando, quando necessário, em questões como amamentação, cuidados com o bebê e outros.

A Organização Mundial da Saúde, no seu guia: “Assistência ao Parto Normal; um guia prático” (OMS/SRF/MSM/96.24), P.13 se refere à doula como “...uma prestadora de serviços que recebeu um treinamento básico sobre parto e que está familiarizada com uma ampla variedade de procedimentos de assistência. Fornece conforto materno, contato físico,...explicações do que está acontecendo durante o trabalho de parto e uma presença amiga constante.’

O Ministério da Saúde, através de sua publicação “Parto, Aborto e Puerpério – Assistência Humanizada à Mulher (Livro do Ministério da Saúde – 2001 – páginas 64 a 67)”, descreve: “Atribuições da acompanhante treinada. A acompanhante treinada, além do apoio emocional, deve fornecer informações à parturiente sobre todo o desenrolar do trabalho de parto e parto, intervenções e procedimentos necessários, para que a mulher possa participar de fato das decisões acerca das condutas a serem tomadas durante este período.”


Benefícios da presença da doula

  • Redução de 50% nos índices de cesárias
  • Redução de 25% na duração do trabalho de parto
  • Redução de 60% nos pedidos de analgesia peridural
  • Redução de 30% no uso de analgesia peridural
  • Redução de 40% no uso de ocitocina
  • Redução de 40% no uso de fórceps
  • Aumento no sucesso da amamentação
  • Interação satisfatória entre mãe e bebê
  • Satisfação com a experiência do parto
  • Redução da incidência de depressão pós-parto
  • Diminuição nos estados de ansiedade e baixa auto-estima


Quando contratar uma doula?
A mulher pode entrar em contato com uma doula quando desejar. É importante saber que esse contato será mais bacana se ocorrer anteriormente da data prevista para o parto, para que haja tempo de esclarecimento de dúvidas e planejamento do parto.


Como é o serviço?

O serviço inclui:
- Uma visita na casa da gestante com duração de uma hora para entrevista inicial, planejamento do parto, esclarecimento de dúvidas e troca de experiências e materiais (vídeos, textos, etc)
- Uma visita ao obstetra de referência ou a maternidade que a gestante escolher para ter seu bebê.
- Acompanhamento durante todo o trabalho de parto no domicílio e/ou maternidade.
- Uma visita domiciliar de pós parto para conversa sobre o parto e esclarecimentos.

Responsável:
Renata Olah: Fisioterapeuta especialista em Saúde da Mulher e Doula
Fone: (19) 9132.9621 ou renata.olah@gmail.com


Comentários

Vanessa Lopes disse…
Oi Rê! Sou eu a Vanessa, enf.lá do HC, da lista PP e deixa ver o que mais...mãe do Gabriel que tá de chapéu caipira na minha pag do orkut...rs
Muito legal seu blog! O meu tá super abandonado mas conta uma boa parte da história da minha vida até antes de engravidar do Biel! Será que não encontrei com vc lá no CAISM barriguda?? Cheguei a fazer UMA consulta lá na fisio e fiz uma aula a noite do grupo, mas na semana seguinte internei e Biel nasceu de cesárea!! Eu acho que já até nos falamos, sei não...rs
Beijão!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…