Pular para o conteúdo principal

Premiere do filme Orgasmic Birth - São Paulo‏

Enquanto não trago o filme aqui para Campinas, divulgo a primeira exibição do mesmo em Sampa!!!


GAMA (Grupo de Apoio à Maternidade Ativa) apresenta Orgasmic Birth [Parto Orgásmico]


Um documentário sobre a natureza sensual e íntima do parto

Orgasmic Birth derruba mitos e inverdades sobre parto que influenciam mulheres há gerações. Esse extraordinário documentário, dirigido pela doula e educadora perinatal norte-americana Debra Pascali-Bonaro, captura momentos mágicos de mulheres em êxtase durante o trabalho de parto. Baseado em entrevistas com casais grávidos e depoimentos de mais de uma dúzia de experts em atenção ao nascimento, o filme defende que o parto é um momento único que pode e deve ser vivenciado com alegria, não um obstáculo a ser superado. Mostra também como a sociedade moderna, por conta da excessiva medicalização da assistência ao parto, nega às mulheres o direito a essa importante experiência de vida.

Entre os especialistas ouvidos estão o obstetra Marsden Wagner, ex-diretor de Saúde da Mulher e da Criança da Organização Mundial da Saúde, a parteira mexicana Naolí Vinaver, cujo parto domiciliar foi documentado no filme Dia de Nascimento [Birth Day], além do obstetra brasileiro Ricardo Herbert Jones, um defensor da humanização do parto no país.

O objetivo é esclarecer as pessoas sobre a importância de suas escolhas e as implicações das circunstâncias do parto na saúde e no bem-estar da mãe e do bebê. “Um parto tranqüilo faz parte da sexualidade da mulher e é um direito humano amplamente negligenciado”, diz a diretora. Como afirma a obstetra Christiane Northrup, somos levados a ver o parto não como um processo natural, mas como uma “emergência em potencial”.

Pascali-Bonaro defende justamente o contrário: o corpo da mulher é bem preparado para o parto. Durante o trabalho de parto, o nível de ocitocina, o hormônio do amor e do sexo, aumenta na mãe e no bebê. Os mesmos elementos que criariam uma experiência sensual com o parceiro – luz baixa, privacidade, sentir-se segura – também facilitam o parto.

O filme tem 85 minutos de duração e é legendado em português. O trailer está disponível no site www.orgasmicbirth.com. Lugares limitados. Reserve o seu com Carol, no GAMA.

QUANDO: 28/07 (19h); 05/08 (20h); 06/08 (15h) – “CineMaterna” para mães com bebês

ONDE: GAMA, rua Natingui, 380, Vila Madalena, São Paulo, SP, tel. (11) 2507-7090.

INGRESSO: R$ 15,00 (individual); R$ 25 (casal); R$ 10 (estudantes com carteirinha)

MAIS INFORMAÇÕES: http://www.maternidadeativa.com.br/obirth.html

CONTATO: Luciana Benatti, tel. (11) 8224-2825, e-mail: lucianabenatti@uol.com.br

Comentários

Carla Beatriz disse…
Nossa! Estou doida para ver esse filme! Eu tive meus dois filhos com o Ricardo Jones e sua esposa, Zeza. Ambos trabalham em equipe e são maravilhosos no atendimento ao parto, de modo que minhas duas experiências foram maravilhosas!

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…