Pular para o conteúdo principal

Pompoarismo

Gente... como muitas pessoas das comunidades do Orkut andam interessadas no Pompoarismo, resolvi criar este post comentando um pouco da técnica e disponibilizando uma apostila bacana que encontrei sobre o assunto, elaborada pela Regina Racco, que pesquisa a mais de vinte anos sobre a energia sexual (ampliada naturalmente em quem pratica contrações pélvicas) e a influência desta energia no desempenho e na qualidade de vida, e também ministra cursos de pompoarismo desde 1991.

O texto abaixo foi retirado do site dela:
Pompoarte!


"Treinar os músculos pélvicos é prática milenar. Encontram-se informações em escritos antigos em Países do Oriente como, China, Índia, Japão e entre os Povos Árabes, por exemplo.
No Tantra Yoga, uma vertente da Yoga, que considera o sexo como forma divina de se chegar a plenitude, despertando a energia Kundalini, que está adormecida na base da coluna, no sacro, usa-se o treinamento pélvico como base.
Para isso o casal pratica o ato sexual, sem que haja ejaculação por parte do homem, cabe a mulher mantê-lo excitado continuamente e para isso ela usa os movimentos de sua vagina treinada. (Preparação para o sexo tântrico encontra-se no manual Caminhos do Prazer)
No início do século passado, gueixas japonesas e prostitutas tailandesas, usavam a técnica para proporcionar maior prazer aos seus amantes. Treinavam suas vaginas com as contas de seus colares, inspiração para a idéia dos acessórios de treinamento de hoje, usados para treinar os músculos vaginais. Foram as Tailandesas que começaram a usar a técnica para exibição, usando suas vaginas treinadas para fumar cigarros ou arremessar longe pequenos objetos.
Saber que isso é possível é um incentivo ao treinamento!
Clássicos do cinema como Império dos Sentidos e Priscilla a rainha do deserto mostram as exibições para o mundo. Hoje, na Tailândia, turistas de toda parte visitam o País e assistem a shows incríveis. Com exibicionistas fumando, apagando velas, atirando objetos, estourando bexigas usando dardos etc. Pompoaristas de exibição nos mostram do que é possível ter músculos fortes. Tornar-se poderosa.
A palavra pompoar ou pompoir é algo como “pulsar” , movimento natural que a mulher executa ao chegar ao orgasmo. O treinamento faz com que a mulher repita o movimento conscientemente. Aqui no Brasil, o ato de fortalecer os músculos pélvicos tornou-se conhecido por pompoarismo.
A finalidade de nosso trabalho evidentemente é maior do que simplesmente exibir vaginas fortes. É mostrar à mulher de hoje, que é possível treinar e melhorar o desempenho sexual, além de conquistar uma saúde íntima invejável além do aumento da energia, com exercícios fáceis e agradáveis.
O primeiro olhar científico sobre a técnica aconteceu em 1950 quando o médico americano Arnold Kegel, conhecendo a prática, levou para procedimento de consultório, tratando incontinentes urinários.
E hoje, mais do que antes, Médicos e Fisioterapeutas ensinam aos seus pacientes, como se proteger contra a incontinência urinária, melhorando as condições musculares do assoalho pélvico. (O homem também pode executar o treinamento).
Sabemos hoje que usando a forma correta de treinamento é possível conseguir os resultados esperados em pouco tempo de treinamento."

Baixe aqui: Apostila "Pompoar arte de Amar"
Ao clicar, vão aparecer dois relógios... clique no que está escrito "Free User", espere o arquivo carregar e então clique em Download!

Comentários

Exercitar o músculo pubococcígeo é muito importante, porque responde pela saúde do assoalho pélvico, sou praticante do pompoar, tive cinco partos normal e onze anos de felicidade e satisfação no casamento/família/vida/saúde, portanto estou aqui incentivando a todas as mulheres de qualquer idade. Sucesso e felecidade!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…