Parto cesáreo está associado a rinite alérgica e atopia na infância


Nova York – Pesquisadores americanos relataram que o parto cesáreo parece aumentar a chance de crianças desenvolverem rinite alérgica e atopia — mas não asma — entre crianças cujos pais apresentavam história de alergia ou asma.

O Dr. Juan C. Celedon, da Harvard Medical School de Boston, e seus colaboradores relataram no número de agosto do Journal of Allergy and Clinical Immunology que, “até onde sabemos, este é o primeiro estudo prospectivo de coorte de nascimentos sobre a relação entre o nascimento por parto cesáreo e as doenças alérgicas entre crianças em idade escolar, com risco elevado de atopia”.

O estudo avaliou 432 crianças que foram acompanhadas desde o nascimento até os 9 anos de idade. Um ou ambos os pais tinham história de alergia ou asma. O diagnóstico clínico de asma e rinite alérgica era realizado por meio de entrevistas com os responsáveis, que ocorriam pelo menos duas vezes ao ano. Testes cutâneos de alergia foram solicitados em 271 crianças, aos 7,4 anos de idade, em média.

Segundo o artigo, as crianças nascidas de parto cesáreo possuíam chance 2,1 vezes maior de desenvolver atopia que seus pares nascidos de parto vaginal.

De maneira semelhante, as crianças nascidas de parto cesáreo possuíam um risco de apresentar rinite alérgica 1,8 vezes maior. Entretanto, como foi observado neste trabalho, a cesariana não aumentou o risco de asma ou broncoespasmo.

Uma vez que outros estudos detectaram que o nascimento por parto cesáreo aumenta o risco de asma, os autores consideram que o resultado negativo neste trabalho pode ser atribuível simplesmente ao limitado poder estatístico para detectar essa associação. Contudo, eles observaram que o estudo havia sido desenhado para procurar uma relação com broncoespasmo e com os sintomas principais de asma de maneira adequada.
O Dr. Celedon e seus colaboradores especularam que além da ausência de esforço pelo feto, o parto cesáreo promove uma falta de contato com a flora vaginal e fecal materna, e que ambos estes aspectos podem levar a efeitos imunológicos indiretos que induzem o surgimento da atopia.



* Fonte: J Allergy Clin Immunol 2008;122:274-279.

0 comentários: