Cegonha Seis Estrelas

Saindo da realidade triste de Guiné Bissau e indo diretamente para o reino da futilidade.......


Serviço de concierge, tratamentos de beleza, jantar à luz de velas e até limusine na saída são alguns dos mimos oferecidos na mais luxuosa maternidade do País

Imagine poder dar à luz em uma banheira de hidromassagem com água perfumada e enfeitada com pétalas de rosas. Depois, seguir para uma suíte aconchegante, com piso de madeira, luz indireta, cama arrumada com lençóis macios e um roupão felpudo - daqueles que parecem abraçar o corpo todo - esperando para ser usado após o banho. Enquanto isso, na saleta ao lado, a família dos novos pais participa das comemorações pela chegada do bebê saboreando petiscos preparados pelos melhores bufês ou relaxa assistindo a um DVD exibido na tevê de plasma instalada só para eles. E à noite, quando as visitas se retirarem, papai e mamãe se sentarão na varanda para curtir um jantar iluminado por velas e regado a champanhe. O dia merece.

Este sonho de consumo de toda mãe e pai acaba de se tornar possível com a inauguração no Rio de Janeiro, há duas semanas, da primeira maternidade seis-estrelas do Brasil. Na filial da Barra da Tijuca da Clínica Perinatal, tudo é VIP. A mãe é tratada como rainha, o bebê, como príncipe, e o pai, como rei. Trata-se, na verdade, de uma "maternidade butique". Ou seja, uma instituição afinada com a mais atual das tendências em termos de serviço cuja característica é oferecer atendimento planejado para tornar real seja qual for o desejo do cliente. Uma espécie de quinta-essência do luxo.

A experiência começa logo na entrada. Os pais sobem aos andares onde ficarão hospedados dentro de um elevador panorâmico. Dele, avistam a Pedra da Gávea, um dos locais mais bonitos do Rio. Nas suítes de 60 metros quadrados, o chão é de madeira para evitar a sensação desagradável provocada pelo piso frio da maioria dos hospitais. Atrás da cama, um quadro esconde os aparelhos de oxigênio que podem ser necessários em caso de urgência. O detalhe garante um clima mais caseiro. Os pais contam com uma tevê de plasma, enquanto os familiares dispõem de outra, na saleta ao lado.

As mães que puderem ter o parto normal são encaminhadas para uma sala com banheira de hidromassagem e uma cama mais parecida com as normais do que com as hospitalares. Mas se os pais quiserem e houver condições, o bebê pode vir ao mundo dentro da banheira. Neste local, tudo foi pensado para que o nascimento ocorra em uma atmosfera o mais natural possível. Foi lá que nasceu João Pedro, filho da administradora de empresas Ana Paula Caldeira, 31 anos. "O ambiente me ajudou a manter a calma", conta. Já no quarto, os pais que preferirem deixar a criança no berçário - há um por andar - acompanharão seus primeiros movimentos através da tevê.

Passado o esforço do parto, a mãe pode usufruir de merecidos mimos. Se a aparência estiver cansada, basta chamar o maquiador. Serviços de cabeleireiro e manicure também estão disponíveis, além de massagem - brevemente, as mulheres contarão ainda com um spa com tratamentos de beleza. "Queremos garantir o bem-estar da mulher", afirma Maurízio Pollitteri, diretor da instituição. O jantar à luz de velas e o champanhe ficam para a noite.

Caso deseje, a família pode contratar os serviços de um concierge. É a ele que são feitos, por exemplo, pedidos de refeições preparadas por restaurantes sofisticados. É só pedir e ele manda buscar. Assim como também é só pedir uma limusine para deixar o hospital. Na saída, ela estará lá. Até os médicos recebem cuidado. Há uma sala onde contam com massagem e serviço de garçom.

O preço desse nascimento VIP é alto. O pacote de parto normal com dois dias de internação custa R$ 3,6 mil. O de cesárea, com dois dias de hospital, sai por R$ 4 mil. Isso sem contar as despesas com a equipe médica. E por mais R$ 650 a família ganha o direito ao concierge.

1 comentários:

Camis® La Vida disse...

Veja só uns com tanto luxo e uns sem nada a oferecer... é uma indústria quem pode paga mais e tem seu tratamento de rainha, rei e principe ou princesa e quem não pode fica a cargo inteiramente de Deus!