Pular para o conteúdo principal

Dança na gestação

Resolvi fazer um post sobre dança na gestação em homenagem ao grupo de dança circular da qual faço parte!! A Dalva, uma das alunas do grupo postou em seu blog a gente dançando.. e aí lembrei que não havia postado ainda nada sobre a dança na gestação.



Segundo a Dra. Cláudia Fonseca, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação, a dança é recomendada por ser uma atividade extremamente prazerosa e capaz de proporcionar um condicionamento físico muito bom, além de promover outros benefícios como: melhora da capacidade cardiorrespiratória, diminui a pressão arterial, melhora a circulação periférica, perda calórica, fortalecimento muscular, proteção das articulações, atenua as dores e pode prevenir problemas futuros posturais e de artrose, além de promover efeitos psicossociais, ao possibilitar aumento do convívio social, desinibição e relaxamento.

Além disso, por ser uma atividade bem prazerosa, a dança faz o nosso corpo liberar ocitocina!!! É isso mesmo!! O hormônio responsável pelas contrações uterinas durante o parto e pela produção do leite na amamentação, funciona também como provedor de bem-estar quando estimulado! É o "hormônio da felicidade"!!!!

E que grávida não quer toooooooooodos esses benefícios ein!?!?

No início do post, comentei que eu participo de um grupo de dança circular!! Certamente muita gente não conhece esse "tipo" de dança, mas já devem ter dançado!! São aquelas danças feitas em rodas!! E se engana quem pensa que algo meio "ciranda cirandinha" é coisa de criança!! A dança circular exige concentração, equilibrio, companheirismo, sensibilidade.... Para as gestantes que não são fãs de dança, de coreografias complexas ou acham que não tem muita coordenação (como eu! rss) a dança circular pode ser um modo simples e divertido de mexer o esqueleto e se beneficiar dos efeitos da dança!

Segundo, a nossa professora Mairany, a Dança Circular incorpora a tradição milenar da dança como arte de ligar o corpo à alma e integrar corpo, movimento, expressão, pensamento e sentimento. As “Danças Circulares”, de variadas origens, têm sido resgatadas pela Findhrom Foundation (Escócia) nos últimos 20 anos. Elas são um instrumento para reunir pessoas em alegres celebrações, como nos rituais clássicos tão antigos quanto a humanidade, e com isso proporcionar o auto-conhecimento e a auto-cura, além da harmonização entre o indivíduo e o grupo.

Aqui em Campinas, há o projeto "Danças Circulares - Um Resgate Cultural," premiado em 2008 pela FUNARTE e comandado pela Mairany. Quem tiver interesse, pode encontrar mais informações através do email: cenapec@cenapec.org.br. O grupo acontece todas às quintas à noite (até dia 07 de Maio), no Cenapec – Biblioteca Adir Gigliotti (Rua São Salvador, 301, Taquaral).

E agora para finalizar...... nosso videozinho! Eu tô ali ó.........hihihih...




Comentários

eliete disse…
Olá encontrei o seu blog no e-family, e esse assunto sobre a dança na gravidez me interessou muito, faço dança do ventre, e pra mim tem apresentado todos os benefícios q postou...
Parabéns pelo blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…