Maternar

Hoje em homenagem às mães, coloco um poema bonitinho e a imagem do cartão personalizado que dei para minha mãe!!!


MATERNAR


Maternar não existe nos dicionários.
Não é reconhecido como verbo,
Mas pode ser percebido plenamente nas ações de uma mãe.
Ele é conjugado nos pequenos gestos diários
Nos cuidados com a saúde e alimentação dos filhos
Nas noites mal dormidas a espera de notícias

Nos conselhos, nos afagos, nas descobertas e surpresas.
O verbo maternar é refletido através das lágrimas
derramadas por tantas e todas as mulheres
Ou pelos sorrisos de encanto e de orgulho,
Esperança de uma felicidade plena.
T
odas as mulheres? Sim! Todas!
A maternidade não pertence apenas àquelas que vivenciaram
a gestação
e a luz.
Está nas entranhas desse sexo tão forte

Fazendo parte do cimento que constrói a feminilidade
As mães maternam suas crias,

Continuidade de seu próprio existir.
Muitas outras mulheres maternam,
Seus sobrinhos, seus afilhados,
Seus animais de estimação, seus irmãos,
Seus pais e seus homens.
Amores e amantes eternos.
Nesse labirinto de encontros e desencontros
Conjugamos o maternar e,
com ele a possibilidade de amar,
acarinhar, realizar,
Crescer, orgulhar, sofrer, acertar, errar,
mudar, permanecer,
Buscar, enfrentar, sentir, encantar, descobrir:

VIVER!

FELIZ DIA DAS MÃES!!!

0 comentários: