Cesáreas: índice na cidade é considerado alto

Campinas é tudo.... de ruim! rsss.. Apesar dos dados serem de 3 anos atrás, as coisas não mudaram não....

O Ministério da Saúde lançou na última terça-feira, dia 30 de maio, a Campanha Nacional de Incentivo ao Parto Normal e Redução da Cesárea Desnecessária. De acordo com os dados de 2004 do Sistema de Nascidos Vivos (Sinasc) do ministério, 41,8% dos partos realizados em todo o Brasil foram cirúrgicos. Em Campinas, dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mostram que dos 208 mil partos realizados nos últimos 10 anos, 122 mil (ou seja, 58%) foram cesareanas.

O número de cesareanas é maior na rede privada, de acordo com a série histórica realizada entre 1996 e 2005, através do Sinasc, pelo médico Fernando Brandão, coordenador do programa saúde da mulher da SMS. Dos 208 mil partos realizados nos últimos dez anos, 113 mil foram pelo Sistema Único de Saúde e destes apenas 41 mil, ou seja, 36% foram por cesareanas. Baseado nestes índices, Brandão diz que em torno de 85% dos partos na rede privada são cesareanas.

“Para atingirmos níveis ideais de cesareanas, que variam entre 20 a 30%, a rede de atendimento do SUS e principalmente a medicina privada deverão realizar esforços para sua adequação”, diz.

As cesáreas aumentam riscos de morte, lesões acidentais, reações à anestesia, infecções e hemorragias das usuárias, e de prematuridade e desconforto respiratório de seus bebês.

Com a expectativa de reduzir este alto índice, o governo federal distribuirá cerca de 90 mil cartazes e 3 milhões de fôlderes sobre os benefícios do parto humanizado. Os alvos da campanha são mulheres grávidas e profissionais dos serviços de saúde públicos e privados que atendem gestantes e realizam partos.

O direito da mulher em trabalho de parto a acompanhante na rede SUS, recentemente garantido em lei e regulamentado pelo ministério, também será abordado pela campanha.

Com a deflagração da campanha, entre outras ações, o ministério celebra o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher e o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna, comemorados no último domingo, dia 28 de maio.


0 comentários: