Pular para o conteúdo principal

E o tal chá de canela?

Que mulher que nunca ouviu sobre os efeitos do chá de canela para acelerar o parto?? Receitas de vó, né?! rsss.. Pois bem... hoje resolvi juntar informações sobre os efeitos aromaterapeuticos da canela e aproveitar pra deixar uma receita deliciosa de chá de canela com gengibre, que se não acelerar o parto pelo menos espanta o frio! rss..


Aromaterapia

O simples pó de canela usado em culinária começa como a casca interna de uma grande árvore de seis a 10 metros de altura, mais freqüentemente cultivada no Sri Lanka (o antigo Ceilão). Os árabes, que foram os primeiros a trazer a canela ao Ocidente, criaram um mito para assustar os comerciantes rivais, dizendo que ela só podia ser colhida nos pântanos, no ninho da grande fênix, protegido por serpentes aladas e morcegos.

Os portugueses terminaram por conquistar o Ceilão em 1505, mas as plantas eram mercadorias tão cobiçadas que a ilha terminou tomada pelos holandeses, seguidos em 1798 pelos britânicos. Hoje, as propriedades aromaterapêuticas da canela são bem conhecidas.

Agora como no passado, a canela é usada em desinfetantes bucais e para dar sabor a comidas e bebidas, além de ser utilizada como afrodisíaco. O cheiro da canela também desperta o apetite, revigora e aquece os sentidos e pode até produzir um sentimento de alegria. Existem muitos tipos de óleo de canela entre os quais escolher. O óleo pode ser destilado da folha ou da casca - muito mais potente -, ou também se pode obter óleo de cássia, uma parente menos possante da canela, oriunda da China.

O aroma da canela: o aroma é doce, quente e apimentado.

Propriedades terapêuticas da canela: adstringente, afrodisíaca, antiespamódica, antisséptica, aromática, digestiva, estimulante, sedativa, antiviral; alivia espasmos musculares e dores reumáticas, em uso tópico.

Usos da canela: em geral, a canela é usada como estimulante físico e emocional. Pesquisadores constataram que ela reduz a sonolência, a irritabilidade e a severidade e freqüência das dores de cabeça. Em um estudo, o aroma de canela em uma sala ajudou os participantes a se concentrar melhor e trabalhar mais.

O óleo essencial e sua fragrância ajudam a relaxar músculos tensos, aliviam a dor nas juntas cansadas e aliviam a cólica menstrual. Além disso, estimulam a circulação e o suor, quando usados como linimento. Use duas a quatro gotas por 30 mililitros de óleo vegetal para um óleo de aquecimento e oito gotas por 30 mililitros para produzir um linimento quente.

Canela na gestação: A canela contém substâncias que podem favorecem contrações. Mais uma vez, não vai ser o uso localizado e dentro das diluições estabelecidas como seguras que trará problemas à gravidez. O "mito" se deve ao fato de que altas doses de canela (normalmente tomada na forma de chá) ingerida são usados por costume popular para a prática do aborto. Em todo caso, evite seu uso no início da gestação!

Alertas sobre a canela: a casca e os óleos das folhas podem irritar as membranas mucosas, mas o óleo da casca é especialmente intenso. Não use mais que meia gota no banho, e evite o uso cosmético, porque ele pode irritar e até queimar a pele.





Chá de Canela com Gengibre

Ingredientes: 1,5 litro água, 2 rodelas de gengibre fresco (com ou sem casca), 1 pau de canela, açucar a gosto
Opcionais: casca de limão, casca de laranja, cravo da índia

Preparo: juntar à agua fervente as rodelas de gengibre, a canela, o açucar e se for o caso, os ingredientes opcionais. Ferva por 5 minutos, abafe por mais 5 minutos, coe e sirva!!!


Ah e quem quiser saber mais receitas e dicas "gastronômicas" para o período gestacional pode acessar o site da Naoli Vinaver, uma parteira mexicana ótima!! Luz de Luna!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…