Pular para o conteúdo principal

Relato de Parto: Rebeka nasceu!

Hoje vim postar o relato de parto da Eliza, ex-gestante lá de Brasília, que participa da lista de discussão do GPA e usava (e ainda usa) o chat aqui do blog para tirar suas dúvidas a respeito de sua gestação. Ela sempre quis parto normal e devido sua força, garra e coragem, conseguiu!!! Rebeka nasceu dia 13 de Junho, no Hospital Regional do Gama mas só agora sua mãe conseguiu um tempinho para escrever seu relato.

Parabéns Eliza, Rebeka e Diego!!!!

E boa leitura para vocês!!

PS: a publicação desse relato e da foto foi autorizada pela Eliza!


Bom, em primeiro lugar, mil desculpas pelas demora em relatar como foi o nascimento de Rebeka Beatriz... Mas é q ultimamente eu não tenho tido tempo de sentar em frente ao PC
Bom... Tudo começou na madrugada do dia 13 de junho. Eram 02:45h da manhã quando a primeira contração chegou. Acordei meu marido e começamos a contar o tempo entre elas. As contrações viam de 8 em 8 minutos. Mas eram tão fraquinhas q mais pareciam cólicas menstruais.
Às 03:15h a minha bolsa estourou.... Nossa, foi aquele pavor geral! Meu marido acordou minha mãe, enquanto eu fui tomar um banho bem quentinho. Os 2 ficaram tão apavorados (minha mãe e meu marido), que parecia q quem ia parir eram eles. Rsrsrs...... Eu como não estava sentindo nada demais tomei meu banho e continuei tranquila.
Como as contrações começaram a encurtar o espaço entre uma e outra, resolvemos que era melhor ir para o hospital.
Chegamos ao hospital às 04:40h. Meu marido infelizmente não pode entrar comigo, pois Rebeka nasceu em um hospital publico aqui de Brasília/DF, e aqui infelizmente eles não permitem q as gestantes tenham acompanhantes na hora do parto.
O primeiro toque foi feito as 05:00 e eu estava com 2 cm de dilatação. Pra mim estava tudo ótimo, pois não estava sentindo dor alguma.
Me levaram para a sala de pré- parto e lá fiquei na espera dos tão sonhados 10 cm de dilatação. Pois sabia q seria a hora q veria o rosto da minha filha. 40 minutos depois o medico volta. Mas um toque... 8 cm de dilatação?! Jesus.... O médico ficou abismado, disse q nunca tinha visto um negocio desses. Disse q estava dilatando rápido demais. Rápido ou não, eu estava adorando tudo aquilo. A dor? Nenhuma.
O medico disse q agora só faltavam 2 cm para podemos ir para a sala de parto. Nossa como queria q esses 2 cm chegassem logo!!!!
Bom, continuei lá na minha espera. As 08:20h fui levada para a sala de parto. Fui andando até lá, pois não estava sentindo nada e foi a pedido meu que caminhamos ate lá.
Às 08:28h Rebeka nasceu. Apenas uma força e minha filha veio aos meus braços.
Apesar do hospital ser publico, fui muito bem atendida. Na sala de parto me acompanhando tinham 4 médicos, 1 enfermeira e 1 pediatra. E foi nessa tranqüilidade q minha tão sonhada filha nasceu.
Fui muito respeitada desde o primeiro momento. Não me rasparam, não fizeram lavagem intestinal e não me aplicaram nenhum tipo de soro para a indução do parto. A única coisa q não teve como eu não fazer foi a ''episio'', mas o medico antes de cortar me perguntou se podia e me explicou o pq seria necessário. Foi necessário ser feito a ''episio'' pq Rebeka estava com um leve inchaço na cabeça, e o medico disse q poderia machuca-lá e me machucar também se o procedimento não fosse feito. Mas tudo bem, levei uma anestesia local e depois só 4 pontos para fechar o corte. Não tenho o q reclamar não....
Rebeka nasceu a cara do pai. A partir do momento q vi minha filha, tudo em minha vida mudou, é um momento tão mágico q nem sei descrever o que é parir uma criança. Tive alta no dia seguinte pela manhã. Rebeka nasceu com 48 cm e 2690klg. É muito tranqüila e só acorda a noite para mamar. Um amor de criança.

Eu gostaria muito de agradecer a duas pessoas q foram fundamentais para essa tranqüilidade toda na hora em que meu trabalho de parto começou. Agradeço muito a Renata Olah e a Denny Bueno. Não as conheço pessoalmente, mas brinco com meu marido dizendo q elas foram minhas doulas virtuais. Como não moro em São Paulo, sempre q eu tinha alguma dúvida eu corria para o PC para tirar minhas dúvidas e até medos com elas. E elas como bons anjos sempre me ajudaram como puderam. Lembrei muito das coisas q elas me diziam, e acho q por isso conseguir me manter tranquila durante todo o meu trabalho de parto. São pessoas q farão parte da minha pra sempre. Na verdade são anjos q o Senhor Jesus colocou na minha vida, pois eu mesma não teria condições de pagar uma doula. Muito obrigada a vcs duas''.
Também gostaria de dizer as futuras mamães, que se puderem tenham seus bebês de parto normal, não a nada melhor do que sentir seu bebê saindo de dentro de vc. Pode até parecer assustador num primeiro momento, mas sem dúvida é a maior emoção da vida de uma mulher. Sem falar q a recuperação é mais rápida e vc pode curtir seu bebê a partir do momento em q ele chega em seus braços. Eu não senti dor, mas tenho certeza q mesmo q tivesse sentido, seria uma dor q teria valido muito a pena sentir.
Atenciosamente,
Eliza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…