Fisioterapia Uroginecológica auxilia na saúde da mulher

A Fisioterapia em Uroginecologia é uma especialidade que atua no tratamento conservador das disfunções urogenitais e anorretais (incontinências urinária e anal, prolapsos de órgãos pélvicos, constipação intestinal, dispareunia, vaginismo, anismo, disfunções sexuais, etc), por meio de reeducação da musculatura do assoalho pélvico e acessória. É apontada como primeira opção no tratamento destas disfunções, visando evitar ou retardar o processo cirúrgico.

Segundo a fisioterapeuta, Tatiana Campos Rocha, proprietária do Espaço Equilíbrio, com a evolução nas diversas áreas da saúde, novas formas de promover a saúde e o bem-estar das pessoas estão surgindo com mais eficiência. “A fisioterapia atua na saúde da mulher tratando patologias uroginecológicas e ainda trabalha com a gestante na preparação para o parto e pós-parto”, comenta.

Podem ser submetidas à Fisioterapia Uroginecológica mulheres que apresentam incontinência urinária de qualquer natureza (esforço, urgência, mista, etc), sem restrição de idade. No tratamento fisioterapêutico, são utilizados diversos recursos como a cinesioterapia (exercícios de Kegel), eletroestimulação, exercícios proprioceptivos, biofeedback, treinamento vesical, orientações gerais prescritas após minuciosa avaliação e reavaliação constante.

Um profissional especialista na área, com conhecimento teórico e prático das principais moléstias relacionadas à saúde da mulher, tem condições de promover esses tratamentos, atuando juntamente com uma equipe multidisciplinar. No Espaço Equilíbrio, a fisioterapeuta Liliane Soares Figueiredo, especialista em Fisioterapia Uroginecológica, acrescenta ainda que os distúrbios uroginecológicos afetam diretamente o lado psicológico e social de seus portadores. “A maioria das pessoas com incontinência urinária/anal, como um exemplo, tem o lado psicológico e social abalado, pois, deixa de freqüentar reuniões familiares, igreja, deixa de sair de casa etc, por vergonha daqueles que estão a sua volta. Conseqüentemente a isso, vem a depressão. A fisioterapia além de trabalhar as alterações físicas, tem também como objetivo melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.”, destaca.


0 comentários: