Pular para o conteúdo principal

Proteja sua “barriga” da poluição

Trouxe essa matéria porque achei interessante. Nunca pensei na questão poluição x gestação! 
E vocês?
PS: não suporto o termo "gravidinha"... ¬¬



Que a poluição é prejudicial à saúde todo mundo já sabe, mas tem muita mamãe gravidinha que acredita que só pelo fato de seu bebê estar guardado dentro da sua barriga a poluição não prejudica o seu desenvolvimento. Não é bem por aí.

Gestantes que estiveram expostas a altos índices de poluição principalmente nos três primeiros meses e últimas semanas de gestação geraram bebês prematuros ou abaixo do peso esperado.

Pelo menos foi isso que concluíram os pesquisadores da Universidade de Medicina e Odontologia de Nova Jersey, nos Estados Unidos, que observaram durante quatro anos mais de 330 mil gestantes. Os dados da gestação e do nascimento foram comparados com as medidas de poluição do ar obtidas pela Agência Americana de Proteção Ambiental.

O epidemiologista e coordenador da pesquisa David Rich afirma que a poluição traz restrições ao crescimento da criança e nascimentos prematuros. Isso acontece porque a poluição pode alterar as células dos fetos ou fazer com que recebam menos oxigênio e nutrientes.

Já na Universidade de Columbia, também nos Estados Unidos, pesquisadores afirmam que o ar respirado pela mulher durante a gravidez interfere no desenvolvimento cognitivo da criança.

A pesquisa acompanhou 249 crianças e suas mães desde a gestação até os cinco anos de idade. No período final da gestação as mamães usaram um medidor da qualidade do ar e quando as crianças fizeram cinco anos de idade foram submetidas ao testes de coeficiente intelectual (QI).

A conclusão foi de que crianças que as mães ficaram expostas a ambientes mais poluídos tiveram desempenho de 4 a 5 pontos inferior às crianças em que as mães viviam em ambientes com melhor qualidade de ar.

As variáveis como relação da família em relação ao aprendizado e exposição aos poluentes depois do nascimento também foram consideradas, mas mesmo assim a exposição pré-natal foi significante.

“É preciso fazer mais para impedir a deterioração ambiental, não deixando que isso prejudique as crianças”, diz a responsável pelo estudo, Linda Birnbaum.

Portanto, atenção redobrada para a poluição se a mulher estiver grávida. Sabemos que sozinhos não evitaremos a farta emissão de monóxido de carbono no ar. Por esse e outros motivos que devemos conservar o nosso ambiente e pedir aos governantes leis e medidas que preservem o planeta.

Dicas
Evite lugares de muito trânsito ou áreas industriais que jogam muitos poluentes no ar.
Ao fazer caminhadas ou exercícios físicos ao ar livre fique atenta para a qualidade do ar.
Se morar perto de uma via muito agitada, feche as janelas nos horários de maior movimento.

*Fonte: Guia do bebê

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…