Pular para o conteúdo principal

Maternidade: Nascimento transmitido via internet

Vocês lembram que um tempo atrás fiz um post sobre um "plano maternidade" ridículo de um hospital chic de SP??? Pois bem, não é que agora o tal hospital (que vocês vão saber o nome nessa matéria! rs) agora inventou de transmitir o parto via internet????? Depois brigam comigo quando falo que a Obstetrícia virou mercado! Hunf..
O que vai ter de mãe fazendo cabelo e unha antes da transmissão da cesárea..... Mas fiquem tranquilas, já já esse hospital inventa de ter salão de beleza e aí a mulherada vai poder ir direto da cadeira do cabelereiro para a mesa de cirurgia! huhuhuhu....


Assistir a um nascimento é uma dádiva para poucos. Somente o pai do bebê ou um parente muito próximo tem a oportunidade de presenciar esse momento marcante.

Mas com a ajuda das ferramentas tecnológicas, essa emoção será estendida aos avós, amigos e demais parentes. Por meio de um serviço pioneiro, a unidade Itaim do Hospital São Luiz passou a disponibilizar algumas imagens do parto, normal ou cesária, em tempo real para qualquer parte do Brasil e do mundo.

Lançado em abril, o serviço é gratuito e opcional. Na semana do lançamento, entre 9 e 15 de abril, foram filmados 112 partos. O conteúdo das gravações é confidencial e o acesso às imagens se dá por meio de uma senha entregue à paciente no momento da internação. A mãe e o pai do bebê ficarão responsáveis por enviar a senha para todas as pessoas que eles desejarem.

Para assistir ao vídeo, o usuário acessa o site do hospital (www.saoluiz.com.br) e clica no link "transmissão do parto". Antes é feito um teste para saber se o computador possui todas as especificações para a transmissão correta. Estando tudo certo, basta colocar a senha e acompanhar o nascimento do bebê. Depois da transmissão, o vídeo pode ser comprado pelos pais.

Um das primeiras pessoas que testaram esse serviço foi a jornalista Fabiana Boscolo. Ela fez uma cesária e deu à luz Taís. "Lá no hospital, estávamos em mais ou menos 30 pessoas. Enviamos o link para alguns parentes em Londres e para amigas no Canadá e no Guarujá", conta Célia Maria Boscolo, mãe da paciente. Ela aprovou o serviço oferecido pelo hospital, uma vez que ela, como avó e mãe, estava muito apreensiva na sala de espera. "Foi algo inédito e muito emocionante. Foi muito bom acompanhar tudo de perto. Eu vi minha filha sorrindo e se emocionando. Tenho certeza de que os pais vão gostar desse serviço", diz.

Célia Maria explica que a filmagem do parto foi mais uma oportunidade do que um planejamento de Fabiana. "Ela inaugurou esse serviço para o hospital. Os médicos fizeram um teste para saber se daria tudo certo. A equipe de profissionais visualizou não somente o nascimento da Taís, mas também a nossa emoção", afirma.

Segundo a coordenadora clínica da maternidade da unidade Itaim, Márcia Maria da Costa, o serviço foi criado porque, geralmente, os familiares ou amigos não podem estar presentes no momento do parto, deixando-os ansiosos por notícias. "Com o novo serviço, o São Luiz possibilita a essas pessoas, estejam elas em outra cidade, estado ou país, a oportunidade de acompanhar, em tempo real, a chegada do bebê tão esperado", explica. Quando a gravidez é de alto risco, os médicos aconselham a não optar pelo serviço.

Para a transmissão do parto via web, o hospital utiliza a tecnologia streaming, que torna mais leve e rápido o arquivo, permitindo que o usuário escute e visualize as imagens enquanto se faz o download. "Apesar de não ser um recurso novo, pesquisamos por dois anos a maneira como esta transmissão seria repassada aos pais de maneira segura", explica o engenheiro Paulo Gomes, da Publivídeo, desenvolvedora e parceira da rede São Luiz há 17 anos.

As cenas focalizam apenas o rosto da mãe, de seu acompanhante e do bebê, logo após o nascimento. A câmera instalada no centro obstétrico é controlada remotamente por um técnico, posicionado em uma cabine anexa à sala de parto. O equipamento só é ligado após o posicionamento correto da paciente. E toda a movimentação é feita com a ajuda de um joystick. É importante ressaltar que as pessoas não vêem o procedimento cirúrgico do parto, por isso as imagens podem ser vistas por pessoas de todas as idades. "Às vezes a mãe pode achar que estará sendo exposta, mas tudo é feito de maneira muito cuidadosa. Você presencia somente os momentos mais emocionantes: a carinha do bebê enroladinho, o primeiro contato dele com a mãe. É bem bacana", lembra Célia Maria.

Dra. Márcia conta que, por enquanto, o serviço é disponibilizado apenas na unidade do Itaim. "A proposta é estender o serviço para a unidade do Tatuapé, daqui a três meses, e depois para as demais localidades. Outro passo é estudar a possibilidade de a paciente se comunicar com as pessoas que estão assistindo ao parto."

*Fonte: Terra

Comentários

Edivânia Jesus disse…
Já tem mães que se preparam quando é uma cesárea agendada, vão ao salão fazem pé e mão, e filmam, agora não vai ser diferente, só mais prático visto que o hospital irá cuidar de tudo né.

Abs

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…