Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Neste sábado, terá mais Grupo Vínculo

Meninas, repassando convite do próximo encontro do Grupo Vínculo! Compareçam!


Infantilização materna

O post de hoje é uma pequena reflexão. Não sei se tem ou não sentido, se está certo ou errado, só sei que quis escrever sobre isso porque é algo que me incomoda.

Dia desses estava conversando com algumas pessoas e um assunto que me mobiliza entrou em pauta: o fato de gestantes serem chamadas de gravidinhas ou mãezinhas!
Não sei a vocês, minhas queridas leitoras, mas a mim esses termos causam arrepios!! Porque pra mim é o modo mais explícito de infantilização materna! E me incomoda ver que profissionais de saúde e outras pessoas rebaixam (mesmo que inconscientemente) a condição de gestar e parir de uma mulher! Me incomoda ver que essas mulheres deixam de ter uma identidade ao se tornarem grávidas.
Elas deixam de ser Bruna, Joana, Claudia para se tornarem "mãezinhas", "gravidinhas" ...Me passam a impressão de que são apenas um corpo desempoderado, fragilizado, sem consciência, livre de escolhas, de poder de decisão, que tem - como única saída - confiar plenamente na…

Distocia emocional

O assunto de hoje não é muito falado, mas quando presente no trabalho de parto de uma mulher pode atrasar e bloquear todo processo, impossibilitando a mulher de parir. Esse bloqueio é causado pela DISTÓCIA EMOCIONAL!
Só encontrei textos em espanhol sobre o tema, então pedi para minha querida doula-doulanda Mirian Kedma para traduzir os textos para vocês!!! Então aí vai nossa contribuição:
Denomina-se distocia o parto trabalhoso ou difícil. Considera-se distocia emocional o stress materno, o medo, cansaço e dor excessiva durante o parto.
Há uma série de fatores que podem predispor a gestante à distocia emocional: Partos anteriores difíceis;Experiências traumáticas prévias ou atuais (por exemplo, abusos físicos ou sexuais);Múltiplas hospitalizações anteriores;Desestruturação familiar;Consumo de substâncias psicoativas;Fatores culturais: vergonha extrema produzida pela nudez, ou pela presença de um homem ou por outros comportamentos contrários às expectativas culturais da mulher;Barreira…

Bom-humor durante o trabalho de parto

Quando falamos em trabalho de parto, sempre pensamos numa situação negativa, com muito sofrimento, dores, angústia, gritos e choro....... Mas será que tem que ser assim???
Será que uma mulher em trabalho de parto não pode dar risada, estar bem-humorada, curtindo aquele momento tão especial de maneira positiva?
Eu tenho certeza que sim.... Mas rir durante o trabalho de parto, será que dá??? Dá sim e é um "dever" dos cuidadores oferecer esse tipo de "cuidado".
Quem me conhece sabe que tenho todo um jeitão bem-humorado mesmo sendo tímida, e quando estou doulando sempre tento levar pras minhas gestantes momentos de riso, brincadeiras, bom-humor..
Minha intenção é deixar o trabalho de parto mais leve  e benefíciar minhas barrigudas com todos os efeitos fisiológicos do bom-humor.
Efeitos fisiológicos??? Aham!! Isso mesmo!! Porque vocês acham que existem aqueles grupos como o "Doutores da Alegria" trabalhando dentro de hospitais e levando maior qualidade de vida…

Cesárea: 9 razões para desmarcar

A edição de Julho da Revista Pais e Filhos trouxe uma matéria bem legal sobre 9 motivos para desmarcar a cesárea! E eu decidi trazer esses 9 motivos para cá! Confiram:



Se você já agendou o parto cirúrgico, leia essa reportagem e pense de novo. Pode ser que você mude de ideia

Por Paula Montefusco, neta de Florinda, Mario, Maria e Ângelo

No Brasil, quando alguém pergunta para uma grávida quando nasce o bebê, muito provavelmente vai ouvir mês, dia e hora. O Brasil está entre os recordistas mundiais em cesárea. Em 2006, registramos uma taxa de 80,7% de partos cesarianos na rede particular. O SUS, responsável por 80% dos partos realizados em território nacional, teve 30% de cesarianas, quando o recomendado pela Organização Mundial da Saúde é de, no máximo, 15%. Ao todo, 40% dos partos realizados no Brasil são cirúrgicos, por uma série de motivos que já discutimos aqui: a baixa remuneração dada pelos convênios, comodidade dos médicos e, sim, preferência de muitas das mães, que querem…

O fisioterapeuta como profissional de suporte à parturiente

Após 2 anos, finalmente saiu a publicação do meu artigo científico que escrevi junto com minha parceira, amiga e também "fisiodoula", Gabi Zanella!! O artigo é uma pequena revisão de literatura sobre os recursos que nós fisioterapeutas podemos usar para ajudar a gestante em trabalho de parto. Nada muito complexo nem diferente do que as doulas usam!  Porém, esse artigo tem como intuito mostrar que o fisioterapeuta pode sim integrar a equipe das maternidades por aí, e que o trabalho a ser desenvolvido é simples, exige pouco investimento e o retorno tende a ser muito satisfatório! É uma alternativa para as cidades que não possuem doulas e/ou hospitais que alegam não ter espaço para acompanhantes! Tenho certeza que nosso trabalho dentro dos centros obstétricos auxiliariam muitas gestantes!!
Para quem quiser ler e salvar o artigo, aqui está o link para o texto completo na SciELO:Artigo

O fisioterapeuta como profissional de suporte à parturiente Gabriela Zanella BavarescoI; Renat…

Caism recruta voluntárias para estudo sobre qualidade sexual da mulher sadia

Meninas, Unicamp está recrutando voluntárias para uma nova pesquisa!


[17/8/2011] O Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti - Caism-Unicamp está recrutando voluntárias para participarem de pesquisa sobre a qualidade sexual da mulher sadia. O estudo, que será conduzido pela fisioterapeuta Samantha da Miranda Ferreira Souza sob orientação do professor Paulo César Giraldo, consiste em verificar se a realização exercícios regulares para os músculos do assoalho pélvico (períneo) pode influenciar na qualidade de vida sexual destas mulheres.  Serão realizados exercícios de conscientização corporal e oito sessões de treinamento dos músculos perineais em grupo. O estudo já foi aprovado pelo Comitê de Ética da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp.

Os requisitos para participar são:
- Ser mulher e ter entre 18 e 45 anos;
- Ser sexualmente ativa;
- Não ter tido nenhum parto;
- Não ter doenças na região genital.

Mais informações pelo telefone 19-96067978 ou email: sa…

Visitas ao recém-nascido seguem regras de boa educação

As visitas ao recém-nascido podem se tornar inconvenientes para o bebê e para a mãe. Como a mudança de rotina da família, é bom seguir algumas regras da boa educação.
Veja no vídeo algumas orientações sobre como se comportar durante visita à maternidade ou à residência da criança.








VÍDEO

*Fonte: EPTV

Feliz dia dos pais!

imagem by Google Images

Falha de progresso????

Parece que o vídeo não tem nada a ver com objetivo desse blog, mas só parece!!! Esse vídeo (indicado pela Mirian Kedma) é um pedido bacana de"presençamínimade pessoal" no seu trabalho e sala de parto, e aborda um exemplo que sempre usei com minhas gestantes! Parir é semelhante a ir ao banheiro!!! Você consegue fazer cocô com desconhecidos olhando? Com gente aguardando, pressionando, dizendo "vai, faz força, força, força"??? Tem como relaxar desse jeito? Seu esfincter trabalharia da mesma forma se você estivesse no banheiro sozinha, tranquila? Certamente que não!! Para parir também precisamos de tempo, de privacidade.... porque senão realmente vai dar "falha de progresso"!! Pense nisso!!

EVENTO - Seminário de pesquisa

Eu já me inscrevi.... e vocês?




11 DE AGOSTO DE 2011
14:00 – 17:00




Apresentação da Pesquisa realizada em conjunto com a Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz com auxilio do CNPq e Projeto Inova ENSP tem por objetivo estudar as condições de parto e nascimento no Brasil por meio de um inquérito nacional com 24 mil puérperas em todo o Brasil. Na região de Campinas, conta com a participação de docentes e alunos de pós-graduação do Departamento de Enfermagem da FCM-Unicamp.

Objetivo: divulgar a pesquisa e apresentar os principais aspectos metodológicos e logísticos do estudo. Discutir e sensibilizar a comunidade cientifica e a sociedade sobre as condições do nascimento no Brasil e as estratégias para melhorar a qualidade da assistência as mulheres e recém-nascidos

Programação

14:00 Recepção
14:30 Abertura
14: 45 Pesquisa Nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre Parto e Nascimento
Dra Maria do Carmo Leal. Pesquisadora Titular da Escola Nacional de Saúde Pública
15:15 Comentários: (10 …

Festa do MadreSer!

Meninas.... como havia comentado, neste sábado comemorei o primeiro aniversário do MadreSer, meu grupo de gestantes! E hoje vim aqui compartilhar com vocês um pouquinho do que foi a festa.....Teve palestra, sorteio de brindes, oficina de shantala, bolo, cupcake, conversas, presente.... enfim! Delicia!!! Gostaría de agradecer MUITO a todas as pessoas que compareceram ou que mesmo de longe, torceram para que tudo desse certo!!! Obrigada!! =) E agora... as fotos!!!!

Um ano do meu grupo de gestantes!!!

Agosto é um mês de festas! Comemoramos a Semana Mundial do Aleitamento Materno e também o aniversário do meu grupo de gestantes, o MadreSer!

Sim, meninas!!!! O MadreSer já está completando um ano!!!!

Há um ano atrás, me reuni com a Deny com o intuito de termos um espaço para discutirmos o parto e nascimento humanizado.. e nem tínhamos muita noção do que nos esperaria! E graças a Deus nesse tempo muitas coisas boas aconteceram!!

Conhecemos muitas pessoas, vimos muitas barrigas lindas despontarem, vimos bebês chegarem ao mundo de forma mais gentil e humanizada (e nosso índice está melhor que da Organização Mundial da Saúde!! rsss), trocamos experiências, ouvimos lindos relatos, assistimos documentários emocionantes, tiramos dúvidas (e ficamos com mais dúvidas!!), demos muitas risadas, ajudamos a "pulguinha do atendimento respeitoso" grudar atrás da orelha de muitas gestantes, firmamos parcerias super bacanas e agora,  queremos comemorar tudo isso!

E para essa data tão e…

E a Semana Mundial do Aleitamento Materno começou!

União de grupos da região, que atuam na orientação de gestantes e mães, traz a Campinas, Sumaré e Americana semana recheada de atividades para mães e bebês 
Depois de nove meses de espera e muita angústia, muitas mamães iniciam, com a chegada do bebê, um período de sofrimento ainda maior, o da amamentação. O aleitamento materno é ainda no nosso país um tema cheio de controvérsias e tabus. E com o objetivo de abordar o assunto e desmistificar conceitos, grupos de Campinas, Sumaré e Americana, que atuam gratuitamente na orientação e auxílio a gestantes e mães em fase de amamentação, se uniram e organizaram uma programação para participarem da SMAM – Semana Mundial de Aleitamento Materno, que acontece anualmente na primeira semana de agosto.

Com nesta segunda-feira (1º), as atividades acontecerão em locais variados nas três cidades e contará com profissionais das mais diferentes áreas da saúde em que o aleitamento materno e a amamentação podem ser discutidos. Serão palestras,…