Pular para o conteúdo principal

EVENTO - Seminário de pesquisa

Eu já me inscrevi.... e vocês?





11 DE AGOSTO DE 2011
14:00 – 17:00





Apresentação da Pesquisa realizada em conjunto com a Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz com auxilio do CNPq e Projeto Inova ENSP tem por objetivo estudar as condições de parto e nascimento no Brasil por meio de um inquérito nacional com 24 mil puérperas em todo o Brasil. Na região de Campinas, conta com a participação de docentes e alunos de pós-graduação do Departamento de Enfermagem da FCM-Unicamp.


Objetivo: divulgar a pesquisa e apresentar os principais aspectos metodológicos e logísticos do estudo. Discutir e sensibilizar a comunidade cientifica e a sociedade sobre as condições do nascimento no Brasil e as estratégias para melhorar a qualidade da assistência as mulheres e recém-nascidos


Programação


14:00 Recepção

14:30 Abertura

14: 45 Pesquisa Nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre Parto e Nascimento

Dra Maria do Carmo Leal. Pesquisadora Titular da Escola Nacional de Saúde Pública

15:15 Comentários: (10 minutos)

Dra Antonieta Keiko Kakuda Shimo Departamento de Enfermagem FCM-Unicamp

Denise Bueno Parto do Principio - Campinas

Dra Carmem Simone Grilo Diniz Faculdade de Saúde Pública/USP

17:00 Encerramento


Publico-alvo: Pesquisadores, profissionais de saúde, estudantes, movimentos de mulheres e demais interessados.


LOCAL: Salão Nobre da Faculdade de Ciências Médicas - Universidade Estadual de Campinas - Rua: Tessália Vieira de Camargo, 126 Cidade Universitária "Zeferino Vaz" - Campinas - SP - Brasil - CEP: 13083-887


Evento aberto e gratuito: Inscrições gratuitas com Sabrina pelo e-mail: sabrinamv79@gmail.com

Serão conferidos certificados



Promoção:

Grupo de Pesquisa em Saúde da Mulher DEnf/FCM Unicamp

Coordenação Estadual Nascer no Brasil – SP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…