Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

Entrevista: Elizabeth Davis - Parto pelo mundo

Surpreendente entrevista com Elizabeth Davis para o Projeto Parto pelo Mundo, ela fala sobre sua experiência de parto orgásmico e dá ótimas dicas!
Porque NÃO é normal ter que escolher entre um parto normal traumatizante e uma cesariana. A humanização do atendimento é DEVER da equipe obstétrica e DIREITO da mulher!

Num futuro não muito distante....

"Oi Dr.. vim aqui hoje porque estou pensando em engravidar...."
"Certo.. podemos marcar a inseminação para o mês que vem.."
"Inseminação? Eu pensei em tentar o natural, com meu marido..."
"Não... a senhora não tem capacidade pra fazer isso sozinha... "
"Mas antigamente era assim.... "
"Não queira comparar hoje com a época de sua avó... e lembre-se que você útero retrovertido e vai ser muito dificil vocês conseguirem..."
"Mas quero tentar... quem sabe?"..
"Você que sabe, depois não diga que não avisei....mas se não conseguir em 2 meses, fazemos a inseminação."
"E o parto doutor.. o que o senhor faz?"
"Como assim parto? Vai me dizer que até nisso você vai querer imitar sua avó.... Não se faz partos mais. É só cesárea, rápido, 45 minutinhos e pronto. Já consigo voltar pro consultório."
"É... eu queria tentar o normal"
"Não tem como minha filha. Você tem útero retrovertido e is…

Lovefield

Porque as vezes, a vida surpreende...

"Lovefieldcombina elementos desuspense, horror e drama paracriar uma história queleva o público aum passeio demontanha-russa deemoções."

Encontro imperdível no MADRESER!

Genteeeeee.... tive que vir aqui fazer propaganda, pois o próximo encontro do MadreSer vai ser imperdível!!
Divulguem e compareçam!!

Eu escolhi ser doula

- O trabalho é difícil.  Você vai remar contra a maré.  Vai ter obstáculos e você só vai conseguir ajudar 1 ou 2 mulheres de um grupo de 100..  Você vai passar sono... muito sono.  E as vezes, fome, frio e calor.  As vezes trabalhará molhada... de suor ou da água de algum chuveiro.  E vai ouvir gritos, gemidos e choros, e nem sempre vai conseguir aliviar a dor que a mulher sente.  Vai sentir cansaço e dores nas costas, braços, pernas e as vezes no coração.  Também vai sentir raiva e frustração depois de uma longa jornada de trabalho finalizada por uma cesárea sem a menor necessidade. E por mais que você estude, suas recomendações várias vezes não serão levadas à sério.
Muitas vezes seu trabalho irá por água abaixo devido à força da pressão familiar, dos mitos e do sistema obstétrico atual. Você vai perder dias, noites, festas, finais de semana e feriados.  Vai deixar sua família para sair no meio da madrugada escura e perigosa, sem ter hora para voltar.  E o que ganhar, se ganhar, não vai dar pra…

Linguagem dos bebês

Vocês sabiam que até os 3 meses de idade os bebês têm 5 padrões de choro??
Quem descobriu isso foi Priscilla Dunstan, uma musicista americana que começou observar o choro de seu próprio filho, e depois passou 8 anos pesquisando o choro de bebês de várias nacionalidades até conseguir classificá-los em 5 padrões (Linguagem de bebês Dunstan).

A primeira palavra que ela identificou foi "NEH" (né)...que o bebê profere quando tem fome. É uma palavra que simula o movimento de sucção, e o bebê mantém a língua voltada pro céu da boca.. Nem sempre o som sai exatamente como "NÉ"... pode sair  um "NÃ", "NU"..  o importante é se atentar para o "N" do som.....

A segunda palavra que Priscilla identificou foi a "OWH" (au), que está ligada ao cansaço do bebê. É o som do bocejo..... e geralmente a boca do bebê se mantém oval. É o choro em que o bebê pede para dormir.

A terceira palavra identificada foi a "EH" (é), que exprime a nece…