Pular para o conteúdo principal

Eu escolhi ser doula

- O trabalho é difícil. 
Você vai remar contra a maré. 
Vai ter obstáculos e você só vai conseguir ajudar 1 ou 2 mulheres de um grupo de 100.. 
Você vai passar sono... muito sono. 
E as vezes, fome, frio e calor. 
As vezes trabalhará molhada... de suor ou da água de algum chuveiro. 
E vai ouvir gritos, gemidos e choros, e nem sempre vai conseguir aliviar a dor que a mulher sente. 
Vai sentir cansaço e dores nas costas, braços, pernas e as vezes no coração. 
Também vai sentir raiva e frustração depois de uma longa jornada de trabalho finalizada por uma cesárea sem a menor necessidade.
E por mais que você estude, suas recomendações várias vezes não serão levadas à sério.
Muitas vezes seu trabalho irá por água abaixo devido à força da pressão familiar, dos mitos e do sistema obstétrico atual.
Você vai perder dias, noites, festas, finais de semana e feriados. 
Vai deixar sua família para sair no meio da madrugada escura e perigosa, sem ter hora para voltar. 
E o que ganhar, se ganhar, não vai dar pra muita coisa.
Vai ser taxada, incompreendida.
Muitas vezes não entenderão o seu trabalho... e a ridicularizarão pelo o que você faz.
Você vai sentir culpa e vai ter dúvidas eternas, se perguntando se você fez tudo que deveria.
Nem sempre as coisas vão acontecer como o esperado.

E mesmo assim você vai querer ser DOULA?

- SIM! Porque ajudá-las não será meu trabalho. E sim meu destino!



Comentários

Minha Maria disse…
Re, me arrepiei! LINDO! Sensacional!
Que destino maravilhosos! Parabéns pelo seu dom!

Beijos
Sara Rodrigues disse…
lindo amei por isso sem mesmo estar gravida ainda vc já é minha doula.....
Ana Luisa disse…
Lindo amiga! Estas palavras me dão forças para continuar! Obrigada!

Beijos!
Mariana disse…
Lindo o texto! Linda você!
Eu nunca vou me cansar de te agradecer pelo que nós passamos juntos!
Você é muito especial!

Obrigada por tanta determinação e amor pelo que faz.

Beijos

Mariana, Wilson e Helena
Bina USA disse…
Mesmo depois de uma noite em claro, com frio, fome e cansada quando ouvir o primeiro choro do bebe voce vai sentir a mesma emocao que a mae esta sentindo;
Mesmo que depois de horas ajudando a mae decide que tem que "ser cortada", voce respira tranquila por ter feito a sua parte;
Mesmo que os outros membros da familia "puxem a mae pra tras" voce precisa estar feliz porque se a mae fosse sozinha no Mundo voce tem certeza que ela nao teria duvidas em te escolher;
Mesmo sendo tao dificil, acho que nao tem dinheiro no Mundo que pague o prazer de receber um ser no Mundo.
Amada, tenho certeza que nao eh a toa que Deus colocou voce no destino de tantas familias, se voce faz de coracao...isso ja vale a pena!

Beijos enormes e cheios de vontade de te-la aqui do meu lado!
MOBIANCHI disse…
Muito bom, por sinal reconheço a pequena da foto.

M. Otilia
Amora, vc arrebentou nesse texto!
Todas as Doulas deveriam adotar ele como forma de se apresentar!
Parabéns!

Bjones do Cesones
Éricka disse…
Você tem ideia do quanto foi importante pra nossa vida, Rê? É tão bom saber que esse trabalho é seu destino e que você faz com o coração, porque ele realmente muda o curso da vida das pessoas. MUITO obrigada!
Caroline Krieger disse…
Ah Renata eu penso que vcs Doulas são pessoas especiais mesmo. Eu sou de São Carlos, estou na terceira gestação( a primeira cesárea e o segundo normal) de 39 semanas. Minha bebe está pélvica, tenho uma doula muito querida e vou esperar entrar em trabalho de parto se der tudo certo, por conta da minha pressão que as vezes aumenta! Toda minha familia me acha louca , e minhas amigas tb, mas meu médico tem experiência em parto pélvico e eu confio muito nele, mas tem horas que me passa pela cabeça fazer uma cesárea. A gente precisa ser muito forte e vcs são fundamentais nesse processo. parabéns pela escolha

Bjs Carol (carolkm107@yahoo.com.br)

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…