Linguagem dos bebês

Vocês sabiam que até os 3 meses de idade os bebês têm 5 padrões de choro??

Quem descobriu isso foi Priscilla Dunstan, uma musicista americana que começou observar o choro de seu próprio filho, e depois passou 8 anos pesquisando o choro de bebês de várias nacionalidades até conseguir classificá-los em 5 padrões (Linguagem de bebês Dunstan).

A primeira palavra que ela identificou foi "NEH" (né)...que o bebê profere quando tem fome. É uma palavra que simula o movimento de sucção, e o bebê mantém a língua voltada pro céu da boca.. Nem sempre o som sai exatamente como "NÉ"... pode sair  um "NÃ", "NU"..  o importante é se atentar para o "N" do som.....

A segunda palavra que Priscilla identificou foi a "OWH" (au), que está ligada ao cansaço do bebê. É o som do bocejo..... e geralmente a boca do bebê se mantém oval. É o choro em que o bebê pede para dormir.

A terceira palavra identificada foi a "EH" (é), que exprime a necessidade de arrotar. Esse som é produzido quando a musculatura do peito do bebê se comprimem. É um som que mostra que realmente há um incômodo no bebê..

A quarta e penúltima palavrinha é a "EAIRH" (éar ... sendo esse "r", pronunciado como na palavra rato), que é pronunciado quando bebê está com cólicas. É um choro mais gritado, e a parte da palavra que devemos mais se atentar é o "R"...

E a última palavra é "HEH" (ré) e tem ligação ao desconforto (calor, frio, fralda suja, etc)

Difícil? Nem tanto........ Vamos ouvir essas palavrinhas? 
Quem vai explicar melhor esse "método" é minha colega, fisioterapeuta e também doula lá em Brasília, Rafaela Rosa...que é representante do método no Brasil. Foi ela quem me apresentou Linguagem de bebês Dunstan, e eu achei muuuuito bacana, e que a partir de agora serei obrigada a comentar durante as aulinhas sobre cuidado básicos com bebê! rss



Conseguiram identificar?

A identificação das palavras exige um pouquinho de tempo e treino... Se você não identificar logo qual choro seu bebê está fazendo não se preocupe. Cuide dele como sempre fez e nos próximos choros, preste mais atenção.

Um beijo

2 comentários:

Priscila disse...

Nossa que interessante..amei, pena que não soube disso quando tive os meus pequeninos... nao tive tds essas dicas, mas posso compartilhar seu post?..é mto interessante.
bjo

Adèle Valarini disse...

Olha sóóóóó! Vi sobre isso uns anos atrás, no programa da Oprah, e nunca mais tinha encontrado isso! Vou divulgar, ok?

Beijão