Pular para o conteúdo principal

Relato: Segundo PN.. rápido!!

P chegou até mim devido a uma indicação da Dra Priscila Huguet. Ela estava sendo acompanhada pela Priscila, que é uma médica que faz questão de suas gestantes serem acompanhadas por doula.
A P estava grávida do seu segundo bebê. O primeiro havia nascido de parto normal em SP, após 20 horas de trabalho de parto e com todas intervenções. Neste segundo parto, ela queria evitar tudo...
Nos falamos algumas vezes por email até nos encontrarmos pela primeira vez... e esse primeiro encontro foi delicioso! Não é que P me levou pra tomar café da manhã numa fazenda?? Achei chic!!! hehehe..
Acertamos que eu seria sua doula, e semanalmente após as 36 semanas nos encontramos... Como estou fazendo a pós-graduação em Acupuntura, a P pediu para utilizar alguns pontinhos para estimular/induzir o trabalho de parto e então lá fui eu estudar a melhor forma de ajudá-la... Ela tinha medo de ter um trabalho de parto muito longo e com início muito tarde, como foi o primeiro, pois foi muito desgastante para ela! E acho que deu certo, pois ela entrou em trabalho de parto com 39 semanas... sendo que o primeiro filho dela só foi querer nascer com quase 42! rs
E foi muuuuuuuuuuuuuuuuito rápido!! Ela me ligou avisando que estava com algumas contrações... Pedi para ela ir monitorando e me avisasse quando estivesse ritmada para eu ir até seu encontro. Orientei o banho e aguardei contato, enquanto fui atender um "casal grávido" em Barão Geraldo. Estava na casa deles, quando a P me ligou dizendo que ia monitorar melhor mas que aparentemente contrações estavam de 5 em 5 minutos... Fui me despedindo do casal que estava atendendo para ir encontrá-la, quando logo depois o marido da P me ligou dizendo que as contrações estavam suuuuuuuuuper fortes e frequentes...  orientei irem pra Maternidade imediatamente (eles moram em Vinhedo!), avisei a obstetra que estava cobrindo a Priscila (ela estava viajando no dia!) e voeeeeeei pra Maternidade. E ainda peguei trânsito e tooooooooooooooodos semáforos fechados... Afff..
Quando cheguei na Maternidade, encontrei o A fazendo a ficha de internação da P e eu subi direto pro centro obstétrico! P já estava com 9 cm de dilatação!!!! P estava super nervosa, pois quando o trabalho de parto é muito rápido a dor tende a ser maior.. e ela sentiu grande diferença, pois no parto anterior ela havia recebido analgesia, então não sabia como era a intensidade da fase de transição, que é a fase onde as contrações são realmente mais difíceis....
Ela ficou de cócoras, rebolou.... mas no fim achamos que um bom banho quente iria ajudá-la, e então fomos para o quarto privativo. Água bem quentinha, ficamos eu, ela e o A conversando e ajudando a P a focar a respiração e sua atenção.
Como seu colo estava abrindo, porém tinha uma bordinha anterior mais grossa, a P ficou na posição de quatro, pois assim o peso do bebê força o colo e ele termina de dilatar.... Nessa posição e com a ajuda da água, P chegou rapidinho à dilatação total. Até pediu analgesia, mas nesse ponto nem valeria à pena... até o anestesista chegar, se lavar, preparar tudo, o bebê já teria nascido! rss..
Voltamos para o centro obstétrico com a P andando e reclamando que sentia o bebê beeeem em baixo! Ótimo!!
Sala arrumada, luz fraquinha, todos à postos......... e após algumas forças beeeem fortes, O. nasceu!!!! Super bem e lindão!! Foi direto pro colinho dos papais!!!
P... seu parto foi tsunâmico (como diria a parteira Ana Cris!), mas tenha certeza que foi muito importante pro O. nascer assim, naturalmente, no ritmo dele (e que ritmo, ein?rsss).
Parabéns à você e ao A, que foi ótimoooooooo! Saúde e alegria pra vocês!!
Um beijo


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…