Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

PARTO DOMICILIAR: DIREITO REPRODUTIVO E EVIDÊNCIAS

Compartilhando importante artigo da Dra Melania Amorim.
 “A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro” (Ricardo Herbert Jones)
A discussão sobre o local de parto deve se pautar, essencialmente, em dois níveis: respeito à autonomia e ao protagonismo feminino, uma vez que a escolha do local de parto é um direito reprodutivo básico; e reconhecimento e adequada interpretação das evidências comparando partos domiciliares planejados e partos hospitalares em gestantes de baixo risco. Não se compreende mais na atualidade o processo de tomada de decisão baseado exclusivamente nas concepções e na experiência do prestador de cuidado, uma vez que, por definição, Medicina Baseada em Evidências consiste na integração harmoniosa da experiência clínica individual com as melhores evidências científicas correntemente disponíveis e com as características e expectativas…

A participação do pai no nascimento do bebê

Meu textinho que foi ao "ar" hoje no site, Roteiro Baby Campinas! ^^



O papel do homem como pai tem mudado nos últimos anos. Antigamente o pai não participava do nascimento de seus filhos, nem de seus cuidados. Era um papel mais passivo e observador.
Felizmente, com o passar dos anos o homem se tornou mais participativo e sua presença se fez essencial transmitindo à mulher maior segurança, tranquilidade e proteção durante a gestação, trabalho de parto e pós-parto.
Porém essa participação durante o trabalho de parto e parto deve ser voluntária e decidida pelo casal para que não seja motivo de constrangimento e nem confusões. Há homens que não têm interesse em participar do processo, e suas esposas idealizam sua participação. Outros querem participar e suas mulheres preferem companhia feminina. E ainda outros casais que querem ficar juntos, mas não sabem muito bem o que fazer... e por isso hoje escrevo este artigo!

A primeira dica é: informe-se! Você também precisa s…

101 coisas para fazer no final da gestação

A Marília Mercer, doula lá de Londrina fez uma linda lista de coisas para se fazer no finalzinho da gestação! E é lógico que eu quis trazer essa listona pra cá!! Aproveitem as dicas dela:

E você passa pelas 38... 39... semanas e o bebê pelo jeito está adorando ficar dentro da barriga. Você pode se sentir um pouco (ou muito hehe) ansiosa com isto.
Aqui está uma lista com 101 sugestões de coisas pra fazer para se distrair desta ansiedade:
Leia outro livro sobre a gravidez.Tome um banho de espuma.Vá a pedicure/manicureComa algo apimentado.Fale com um velho amigo ou amiga.Aprenda a contar o tempo das contrações.Escolha um album para o bebê.Olhe a lista de nomes mais uma vez. (Vai que ainda quer mudar?)Escreva seu plano de parto.Mude a mensagem da secretária eletrônica para avisar que você ainda está por aí.Vá ao cabeleireiro.Receba uma massagem.Viaje em uma estrada esburacada.Recalcule a data provável do parto.Se …