Pular para o conteúdo principal

Parto sem doula?

Concordo tanto com esse texto da Camila Goytacaz! =D

Parto em Doula?

Tem gente que não sabe direito o que faz a doula. Quando a dúvida é de quem nunca pariu, tudo bem, só na hora P para entender a importância das acompanhantes. Mas fico triste quando escuto mulheres que já são mães perguntando sobre as doulas. Triste ver uma parida que não foi doulada. Sinto pelo que ela perdeu.

Um abraço acolhedor. Uma mão suave massageando as costas. Uma xícara de chá. Uma posição para ajudar o bebê a descer. Uma pessoa preparada: doulas vêm com o coração aberto e uma mochila cheia de truques. Bola para exercício, bolsa de água quente, óleos, rebozo, (um pano estrategicamente colocado nos quadris que faz maravilhas) e muito amor. As mais modernas trazem também ipods, máquina fotográfica e outros equipamentos para que o parto seja registrado, musicalizado, conectado e tudo mais que a gestante tiver vontade.

É a doula quem, gentilmente, prende o seu cabelo. Te ajuda a se vestir, a se enxugar, a se banhar, a gritar. Se você chorar, te acolhe. Se sorrir, ela ri. Se quiser companhia, vale por vinte, mas se precisar ficar sozinha, ela some, desaparece, como mágica. E sim, algumas são mesmo magas, fadas, bruxas, chame como quiser, doulas têm superpoderes.

Conheço algumas lindas. Uma é amiga bem próxima, que sai na pontinha dos pés durante a madrugada para não acordar os filhos. Sem hora para voltar, deixa tudo: seu curso, seu sono, seus problemas, a reforma da casa, a lista da escola. Só pensa na mulher que vai parir. Bela nos doulou em dois partos e muito, muito além dos partos. No parto da minha filha, na fase ativa, entre uma contração e outra, deitada com ela em minha cama, eu disse: não sei como alguém pode ser doula. Ela apenas sorriu. Disse pensando no profundo nível de entrega que a missão carrega. Chegar à casa de uma mulher e começar a cuidar dela, em um momento tão íntimo, segurando forte na mão, fazendo monitoramento, passando informação ao restante da equipe, não é para qualquer uma. É preciso vocação.

E quando chega o bebê o trabalho da doula vai chegando ao fim. Muitas choram, emocionadas. Ajudam a acolher o bebê e novamente, banhar e vestir a mãe, alimentar, fotografar. Sem as doulas, muitas mulheres viveriam seus partos sem matar a sede de água e de acolhimento. Doulas acompanham o casal neste momento único de sua jornada. Sim, elas atendem aos pais também, atuam, generosamente, para que eles encontrem espaço dentro do parto.

E agora falam em proibir este trabalho. Proibir as doulas é como tirar as flores do jardim, é como apagar a chama das velas, é como ir à praia sem sol e ter frio sem cobertores. Parto sem doula é parto sem carinho, parto sem doula pode até, lamentavelmente, deixar de ser parto. E o que serão das mulheres sem parto?

Fonte: http://www.mamiferas.com/blog/2012/07/parto-sem-doula.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Linha Purpura e parto

Durante a gestação o corpo da mulher se modifica, se pigmenta e algumas linhas se formam... Uma das linhas mais conhecidas é a linha nigra, aquela linha escura que aparece no abdome da maioria das gestantes devido alterações hormonais e que depois some...  Mas agora conhecemos uma outra linha, menos perceptível (por estar mais escondida) mas com uma função maravilhosa: indicar indiretamente a evolução do trabalho de parto! Sim!!! O corpo consegue expressar qual o nível de descida do bebê e dilatação do colo através de uma linha que aparece no bumbum: a linha purpura!! Não é demais????? Eu já havia notado a linha purpura em gestantes, mas nunca me atentei para ela... nem imaginava porque ela existia!!! A linha purpura foi descrita e estudada apenas por parteiras cujos estudos já são meio antigos (1990 e 1998) e este ano voltou a ser comentada através da tese de livre docência da Dra. Nádia Zanon Narchi, que resolveu usar a linha purpura como método auxiliar de avaliação de fase ativa do t…

Secreções vaginais durante a gestação e parto

FAQ do site da ONG Amigas do Parto...




Que tipos de secreções vaginais uma gestante pode apresentar?
Durante a gestação e o trabalho de parto as mulheres podem apresentar secreções vaginais consideradas fisiológicas ou não a depender de suas características e época de aparecimento. Basicamente temos 4 tipos de perdas vaginais:
1. Corrimento vaginal
2. Sangramento
3. Tampão mucoso
4. Líquido amniótico
Como são as características de um corrimento vaginal fisiológico?
A cavidade vaginal é como a cavidade oral, assim como temos saliva na boca, temos uma certa quantidade de corrimento na vagina, algumas mulheres têm mais e outras menos. Durante a gestação, a quantidade desta secreção fica aumentada e tem como característica ser esbranquiçada, com odor característico da vagina que não é desagradável como de peixe estragado, e também não é acompanhada de coceira. A gestante também não apresenta ardor ou dor na relação sexual. A coloração do corrimento deve ser observada quando está saindo e nã…

Exercícios para o parto

FOTO 1 -Exercícios Kegel
Durante o último mês da gravidez, alguns exercícios simples podem ajudar a preparar seus músculos para o trabalho.

Comece com exercícios Kegel, que ajudam a manter o tônus dos músculos pélvicos. Basta apertar os seus músculos pélvicos como se você parar o fluxo de urina. Tente manter por cinco segundos, por quatro ou cinco vezes. Depois tente manter os músculos contraídos durante 10 segundos, relaxando 10 segundos entre as contrações. Objetivo é realizar, pelo menos, três séries de 10 repetições por dia. Você pode fazer os exercícios em pé, sentada ou deitada.

FOTO 2 - O alfaiate sentado
O alfaiate sentado trabalha os músculos das coxas e pélvis. Também melhora a postura, mantém as articulações pélvicas flexíveis e aumenta o fluxo sanguíneo para a região mais baixa do corpo.

Para praticar a posição, sente no chão com suas costas retas. Junte as plantas dos pés, puxe o calcanhar para sua virilha e suavemente relaxe os joelhos. Você vai se sentir um estirament…